Todo mundo quando criança passa por aquela fase das perguntas. “O que é isso? O que é aquilo?”, e pra quem é pai ou mãe nos dias de hoje já deve ter ouvido do filho um “o que é Facebook?” ou algo do tipo. Como explicar? E quando vou deixá-lo usar? As regras da rede social não permitem usuários com menos de 13 anos de idade, mas nesses tempos em que a tecnologia está cada vez mais enraizada na vida de todos, qual foi a saída encontrada pelo Facebook?

A rede social do Zuckerberg anunciou uma versão nova do Messenger, chamada Messenger Kids. É uma forma dos pequenos se comunicarem com pais, familiares e outros amigos, tudo isso com segurança reforçada contra conteúdos impróprios ou mensagens não desejadas. Veja como funciona no vídeo abaixo:

A interface do Messenger Kids foi feita justamente para atender o público infantil, então esteja preparado para muitas conversas em vídeo com efeitos parecidos com o Lens do Snapchat, filtros divertidos e gifs selecionados.
A verificação do usuário é realizada através da conta do Facebook do adulto (de preferência os pais). Esse responsável irá autorizar ou não cada pessoa que inicie a conversa com a criança, impedindo de que haja pessoas indesejáveis em contato com seu filho. Além disso, a funcionalidade não terá suporte para anúncios ou enviará dados de navegação para o Facebook, que poderá facilitar a entrada do serviço no Brasil, devido às restrições a publicidade infantil.
Por enquanto o app está apenas disponível para testes nos EUA e em aparelhos com iOS, mas já é esperada a sua expansão para outros países e celulares Android. Também esperamos que essas mudanças propostas pelo Facebook reduzam drasticamente o número de falhas da rede social quanto ao controle de conteúdo impróprio, pedofilia e a identificação de usuários que compartilham esse material.